...

...

Casa de Variedades

O SHOPPING DA IBIAPABA! Rua Monsenhor Eurico, 206, Centro, Guaraciaba do Norte. Telefone: (88) 3652.2259.

Funerária e Floricultura Paz Eterna

Situada na Trav. João Bezerra de Menezes, 42, centro, próximo à Casa Lotérica e ao lado do escritório do Dr. Alderi. Filiais: São Benedito: Rua Italiano Júlio Felizola; Graça: Av. José Candido de Carvalho, 70; e Mucambo: Rua Monsenhor Melo, prox ao Cartório Campos.

Anuncie!

São mais de 2.500 potenciais clientes da sua empresa que visitam nosso site diariamente.

Fit Multimarcas

A maior oferta de seminovos da cidade! Av. Tenente Matias - 270, Centro, Guaraciaba do Norte - CE. Fones: (88) 3652.1305 | 9725.3031 | 9973.9055. E-mail: fitmultimarcas@hotmail.com

Supermercado MartMag

Garantia de boas compras. Com padaria e frigorífico. Rua Francisco Bezerra, Centro , telefone: 3652.1158

20 de setembro de 2014

HISTÓRIA: Arqueólogos debatem local do julgamento de Jesus Cristo

Postado por Diassis Lira, em 20 de setembro de 2014
Descoberta arqueológica pode mudar maneira como vemos o julgamento de Cristo
Para vários estudiosos, o local exato onde Jesus foi condenado à morte permaneceu um mistério mesmo após dois mil anos. Contudo, uma recente descoberta arqueológica em Jerusalém pode fazer alguns segmentos cristãos questionar as suas teorias.
Todos os anos, milhares de peregrinos cristãos de todo o mundo viajam para Jerusalém querendo conhecer os locais descritos na Bíblia. Isso inclui onde Jesus nasceu, onde foi batizado, realizou seus milagres, foi julgado, crucificado e enterrado. Muitos desses locais históricos seguem a tradição, ainda que sua localização seja contestada.
Perto do Monte Sião, ocorreu uma grande descoberta arqueológica em 1999. Escavações perto da prisão Kishle revelaram que existiam ali muros pertencentes a um grande edifício.
Segundo Amit Reem, arqueólogo da Autoridade de Antiguidades de Israel, “os vestígios arqueológicos encontrados na escavação sugerem que trata-se do verdadeiro palácio de Herodes, o Grande. Vejamos o tamanho das paredes. Foi um grande projeto de engenharia, como mostra a escavação. Encontramos um vasto sistema de esgoto subterrâneo que só poderiam pertencer a Herodes”, explica Reem em um documentário sobre o assunto.
A questão que divide historiadores é o local exato onde ocorreu o julgamento de Cristo. Enquanto muitos afirmam que foi no palácio de Herodes, outros insistem que ele foi julgado na fortaleza Antonia. A Bíblia diz que Jesus compareceu diante de Pôncio Pilatos na residência (pretório). Mas Pilatos vivia no castelo ou na fortaleza Antonia?
O padre e professor de arqueologia Eugenio Alliata afirma: realmente é possível que o pretório ficasse no palácio de Herodes. Mesmo assim, as provas deveriam ser mais contundentes para a Igreja Católica mudar seu ensinamento secular de que o julgamento ocorreu na fortaleza Antônia.
“É a tradição que recebemos e precisaríamos de um argumento muito forte para haver mudança”, justifica Alliata.
Embora a descoberta do palácio de Herodes possa mudar algumas ideias sobre o local do julgamento de Jesus, esse não é o único local de disputa entre estudiosos. Com informações CBN.
Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/
Assista (em espanhol):

POLÍCIA: Quatro pessoas são baleadas em tiroteio na Serrinha, em Fortaleza

Postado por Diassis Lira, em 20 de setembro de 2014

Tiroteio ocorreu na Av. Senador Carlos Jereissati, próximo ao aeroporto.
Quatro homens armados tentaram matar homem suspeito de homicídios.
Do G1 CE

Homem sobreviveu porque se refugiou em carro blindado, diz polícia (Foto: Marcélio Bezerra/TV Verdes Mares)Homem sobreviveu porque se refugiou em carro blindado, diz polícia (Foto: Marcélio Bezerra/TV Verdes Mares)
Quatro pessoas ficaram feridas em um tiroteio no Bairro Serrinha, próximo ao Aeroporto de Fortaleza, em Fortaleza, na tarde desta sexta-feira (19). De acordo com a Polícia Militar, quatro homens armados tentaram matar uma pessoa que chegava a uma indústria de confecção, dispararando vários tiros contra ele.
O homem fugiu para dentro da confecção e em seguida se protegeu dentro do veículo que dirigia, blindado. Ele foi baleado de raspão por um tiro de escopeta e teve ferimentos leves.
Outros três funcionários da confecção, duas mulheres e um adolescente, foram feridos de raspão. Segundo a Polícia Militar, os funcionários do local utilizaram medicamentos próprios e itens de primeiros socorros para fazer curativos e passam bem.
O homem baleado com tiro de escopeta responde por crimes de homicídio, assalto e formação de quadrilha. Ele foi atendido por agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e em seguida levado a um hospital. A Polícia Militar não informou a unidade em que ele está internado para evitar uma tentativa de homicídio no local.
Ainda de acordo com policiais militares, o grupo armado esperava o homem no local porque sabiam que ele iria resgatar uma máquina na indústria de confecção e armaram uma “emboscada”. Ele sobreviveu porque se escondeu no veículo à prova de balas, segundo os policiais.
Fonte: G1 CE

FORÇA DE VONTADE: Contadora emagrece 53kg com dieta e exercícios e vira atleta fitness

Postado por Diassis Lira, em 20 de setembro de 2014
Nathalia está com 67kg Foto: Reprodução/Instagram
Para alguém que nunca esteve acima do peso na infância nem na adolescência, ver-se com 120kg aos 25 anos não foi fácil. Na verdade, demorou para Nathalia Guanabara Teixeira, contadora, de 28 anos, entender o que estava acontecendo, até que se olhou no espelho no dia 31 de maio de 2012 e "sentiu nojo de si mesma". Essa reação a estimulou, ela passou a fazer uma dieta muito restrita e a se exercitar com regularidade. Perdeu, em 27 meses, 53kg. Atualmente, exibe um corpo com 67kg e 15% de percentual de gordura bem divididos em 1,64m.
Natalhia mostra a perda de gordura da barriga e pele flácida
Natalhia mostra a perda de gordura da barriga e pele flácida Foto: Reprodução/Instagram
— Casei com 18 anos. Antes, eu me exercitava muito. Depois do casamento, fui me adaptando à nova rotina e parei de fazer muitas atividades. Engravidei duas vezes, mas não culpo as gestações pelo aumento do meu peso, porque tudo o que engordei na época perdi logo após o parto. A mudança no estilo de vida e a minha profissão que faz com que eu fique muito tempo em frente ao computador fizeram com que eu fosse aumentando de peso. Ocupava meu tempo comendo. Percebia que estava engordando, que ia perdendo as roupas, mas estava muito confortável, me sentia bem e estava num momento bom da minha vida.
Quando participou da corrida de obstáculos, Nathalia ainda não estava no corpo que considerava ideal
Quando participou da corrida de obstáculos, Nathalia ainda não estava no corpo que considerava ideal Foto: Arquivo pessoal
O sinal de alerta acendeu quando ela começou a sentir que não tinha energia para nada e se deu conta de que oito dos dez anos de casada ela passou obesa.
Durante o emagrecimento, ela mudou de tipo de tratamento três vezes
Durante o emagrecimento, ela mudou de tipo de tratamento três vezes Foto: Reprodução/Instagram
— Nesse momento, eu não estava feliz nem satisfeita comigo. Já tinha até tentado emagrecer antes, mas fazia as dietas por um mês, no máximo. Nada funcionava. Tinha compulsão por comer. Tudo na minha vida envolvia doce — lembra a contadora, que nasceu no Rio de Janeiro, mas mora nos Estados Unidos desde os 5 anos por causa dos pais: — Depois do dia em que me vi e resolvi mudar, comecei a procurar vídeos na internet que ensinam as pessoas a se maquiarem. Percebi que a obesidade foi roubando os pequenos prazeres da vida. Não me sentia bonita, digna de ser uma mulher fina, arrumada e bonita. Não passava um pingo de maquiagem, não usava brinco e não soltava o cabelo.
Nathalia se preparou para correr 13km e superar 25 obstáculos
Nathalia se preparou para correr 13km e superar 25 obstáculos Foto: Reprodução/Instagram
Num dos vídeos a que teve acesso, Nathalia se deparou com uma blogueira contanto como tinha emagrecido. Ela anotou o nome da clínica e marcou uma consulta. Pisou no local pela primeira vez no dia 10 de junho. Seis meses depois, estava 25kg mais magra.
Antes e depois da contadora durante o emagrecimento
Antes e depois da contadora durante o emagrecimento Foto: Reprodução/Instagram
— Pedi para o meu marido me levar lá. Foi meu presente de aniversário. Na primeira consulta, eles viram que eu estava com 120kg e 50% de gordura corporal. A nutricionista cortou todo o carboidrato da minha dieta. Só comia proteína e tomava vitaminas. Até por isso eles não queriam que eu me exercitasse, mas eu praticava zumba três vezes por semana porque eu gostava, e isso me estimulava. Em dezembro, percebi que não queria ficar magra. Queria ficar com um corpo fitness, e parei de me consultar na clínica — conta a carioca, que seguiu a dieta à risca durante todo esse tempo.
A contadora, mãe de dois filhos, registrou todos os passos
A contadora, mãe de dois filhos, registrou todos os passos Foto: Reprodução/Instagram
Com o novo objetivo em mente, Nathalia contratou um personal e teve que ultrapassar mais algumas barreiras. Primeiro, passou a sofrer bullying na nova academia que começou a frequentar, por tirar muitos selfies e postar no Instagram. Segundo, ficou nove meses praticamente estagnada no peso, mesmo fazendo dieta e se exercitando:
— As meninas que malhavam no local reclamaram com a direção que não queriam aparecer, mesmo eu tirando fotos sozinha. Acabei saindo de lá. Nada que me fizesse parar. Ainda mais porque eu queria competir numa corrida de 13km com 25 obstáculos. Me exercitava cinco vezes por semana, misturando musculação com aeróbico. E montei a minha dieta incluindo carboidratos e me dando direito a uma refeição livre por semana. Desta forma, consegui concluir a prova, em setembro de 2013, mas não estava com o corpo que eu queria.
Atualmente ela se prepara para uma competição fitness
Atualmente ela se prepara para uma competição fitness Foto: Reprodução/Instagram
Ao chegar a essa conclusão, a contadora mudou mais uma vez os rumos do seu emagrecimento. Contratou um coach fitnesse passou a fazer tudo o que o mestre mandava. Foi assim que ela chegou aos 67kg e está se preparando para a primeira competição.
— Achei um treinador brasileiro que cuida do meu treino e da minha alimentação. A cada dois meses, passo por uma avaliação e a dieta muda. Eu me exercito sete vezes por semana. Não tem descanso, principalmente agora, que está perto da minha competição. A minha dieta também está muito restrita, sem direito a refeições livres. A quantidade de proteína agora está bem alta — explica Nathalia, que é mãe de dois filhos.
A carioca compartilhou no Instagram toda a sua evolução
A carioca compartilhou no Instagram toda a sua evolução Foto: Reprodução/Instagram
Tanto esforço valeu a pena. Hoje, ela se sente melhor, mais bonita e está satisfeita com o corpo:
— Ainda falta melhorar a flacidez do bumbum e na parte de trás das pernas, mas me sinto bem quando me olho no espelho. Acho que me olho até demais! Eu me sinto bem na minha própria pele. Tanto que uso short, saia e vestidos, o que não acontecia antes, quando tinha pernas que meus pais falavam que mais pareciam troncos de árvores.
Só após emagrecer Nathalia começou a usar vestidos. Ela pensa em cursar Nutrição para ajudar outras pessoas
Só após emagrecer Nathalia começou a usar vestidos. Ela pensa em cursar Nutrição para ajudar outras pessoas Foto: Reprodução/Instagram
Nathalia Guanabara Teixeira é a personagem da semana do Projeto Toda Extra, no Instagram (@TodaExtra). Ela foi escolhida porque usou a hashtag #projetotodaextra em seus posts de antes e depois. As leitoras que têm histórias de emagrecimento, sem cirurgias e remédios, também podem ter suas trajetórias contadas no Extra Online. Para isso, devem fazer como Nathalia e usar a hashtag #projetotodaextra. No Instagram da Toda Extra também tem dicas de moda, beleza, boa forma e comportamento.
Nathalia mudou o corpo em 27 meses
Nathalia mudou o corpo em 27 meses Foto: Reprodução/Instagram
Fonte: http://extra.globo.com/
Nathalia mudou o corpo em 27 meses Foto: Reprodução/Instagram

PERDA: Doação de órgãos é consolo para pais

Postado por Diassis Lira, em 20 de setembro de 2014

Família de criança de 8 anos, vítima de bala perdida, doa órgãos da menina e muda a vida de cinco pessoas

Image-0-Artigo-1703792-1
A menina foi atendida no IJF, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na manhã de ontem. O hospital é o maior captador e doador de órgãos e tecidos do Ceará e comemora, no próximo dia 26, o Dia Nacional de Doação de Órgãos
FOTO: JOSÉ LEOMAR
Um pai conseguiu transformar a dor de uma grande perda em ato de amor e solidariedade. Ailson Ferreira, 38, doou os órgãos de sua filha de apenas 8 anos, que foi morta por uma bala perdida na última quarta-feira (17), no bairro Vila Velha, em Fortaleza. A pequena Clícia Lohane chegou a ser socorrida no Instituto Dr. José Frota (IJF), mas não resistiu ao ferimento e faleceu na manhã de ontem.
Foi justamente no IJF que Aílson decidiu que a melhor maneira de amenizar o sofrimento era salvar a vida de outras cinco pessoas. "Primeiramente, eu e minha esposa não queríamos, mas depois aceitamos a perda e vimos que isso poderia salvar a vida de outras pessoas. Fiquei muito triste pela morte de Clícia, mas ao mesmo tempo, feliz por saber que um pedacinho da minha filha ainda vai estar por aqui", disse, emocionado.
Pai de outros dois filhos (Mailson Gomes, 17 anos, e Ticiane Gomes, 1 ano), ele diz que sua família nunca precisou de nenhuma doação deste tipo, mas ao ver os pacientes no IJF, confirmou que esta foi a melhor decisão. "Este tempo que passei aqui no hospital me abriu os olhos. Os médicos conversaram comigo, esclareceram a situação e eu consegui enxergar a importância deste ato. Foi como se eu tivesse ganhado outros cinco filhos".
Aílson espera que o caso dele sirva de exemplo para a sociedade. "Meu desejo é que outras pessoas também pensem nisso. Se puderem doar, dooem! É doloroso, mas você vai se sentir mais confortado", conclui.
O IJF é o maior captador e doador de órgãos e tecidos do Ceará e consegue salvar várias vidas, todos os anos, graças à generosidade das pessoas que doam os órgãos de um parente falecido. É o que explica a enfermeira e coordenadora da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos, Tecidos e Transplantes (CIHDOTT) do IJF, Lisiane Paiva, comentando o delicado trabalho de convencer os parentes. "É muito difícil chegar até a família, principalmente quando a vítima é uma criança e o cenário é a violência, como foi o caso de Clícia. Mas, depois que os pais compreendem a morte, conseguimos convencê-los, e a doação passa a ser o maior conforto".
Lisiane explica que o número de pessoas que doam órgãos vem aumentando. Segundo a enfermeira, a taxa negativa do IJF está em 30%, sendo uma das mais baixas do Brasil. Ela orienta que as pessoas manifestem em vida a vontade de doar órgãos, pois isso facilita o processo em uma possível perda.
Como forma de agradecimento pelo ato de solidariedade, o IJF realiza anualmente um evento em comemoração ao Dia Nacional de Doação de Órgãos, 27 de setembro. Neste ano, a comemoração será feita um dia antes, na próxima sexta-feira (26).
De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), no Ceará, foram realizados 983 transplantes neste ano. Destes, 211 foram de rins, quatro de rim e pâncreas, 16 de coração, 149 de fígado, sete de pulmão, quatro de válvula cardíaca, 545 de córnea, cinco de esclera e 42 de medula óssea, sendo 40 de autólogo e dois alogênico.
Campanha
Neste mês, o Movimento Doe de Coração chega à 12ª edição. Realizada pela Fundação Edson Queiroz, a campanha levanta a bandeira em favor da doação de órgãos e da redução da barreira do preconceito.
A iniciativa busca sensibilizar a sociedade através dos meios de comunicação, com o objetivo de atingir diversos segmentos da sociedade. O movimento é referência no País e foi reconhecido pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), em 2008, com o Prêmio Amigo do Transplante.
Através das redes sociais, a família do menino Marcos Dias Viveiros, 9 anos, sensibilizou centenas de pessoas para a necessidade da doação de medula óssea no País. Com a hashtag #forçamarquinhos, a campanha ganhou visibilidade na internet, e a criança, diagnosticada com leucemia neste ano, encontrou, no último dia 18, doadores compatíveis para o transplante.
Marquinhos, que precisava de apenas um doador, encontrou dois 100% compatíveis. "Estamos muito felizes, pois os médicos nos disseram que a média é de um doador compatível para cada 100 mil pessoas, e o Marquinhos encontrou logo dois. Isso é maravilhoso", comemorou a madrasta do garoto, Lia Viveiros.
A caminho de São Paulo, onde o filho está em tratamento, o pai do garoto, o advogado Marcos Pimentel de Viveiros, agradeceu, ontem, pelo apoio na divulgação da campanha e afirmou que o projeto continuará com o intuito de garantir que muitas pessoas façam o cadastro.
Medula
A doação de medula óssea pode ajudar a salvar vidas de pacientes com doenças hematológicas, leucemias, linfomas, entre outras. No Ceará, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) é responsável pela realização do cadastro de doadores.
Pessoas de 18 a 55 anos, saudáveis e não diagnosticadas com câncer podem se cadastrar para realizar a doação. Com um documento de identificação e comprovante de endereço, o voluntário assina o termo de consentimento e faz coleta de uma pequena amostra de sangue.
Mais informações
Hemocentro Fortaleza
Avenida José Bastos, 3390.
De segunda a sexta-feira, das 7h às 18h; aos sábados, das 8h às 16h, e, aos domingos, das 8h às 13h
Tel: (85) 3101.2296

Fonte: Diário do Nordeste

QUATRO DISPAROS: Estudante adolescente é baleado na porta de escola em Quixadá

Postado por Diassis Lira, em 20 de setembro de 2014
Um estudante de 17 anos foi alvejado por dois disparos de arma de fogo na noite desta sexta-feira, 19, em Quixadá. O crime ocorreu por volta das 20 horas, defronte a Escola de Ensino Fundamental e Médio Governador Cesar Cals, mais conhecida como “Grupão”, situada no bairro Alto São Francisco.
Conforme informações colhidas pela Polícia, o aluno seguia para a escola quando foi surpreendido por dois indivíduos, ambos utilizando capacetes, numa motocicleta de cor preta. Um deles efetuou quatro disparos. Dois deles atingiram a vítima, um no ombro direito e o outro no braço esquerdo.
Ainda de acordo com a Polícia, o estudante não corre risco de morte. Ele foi socorrido por uma equipe da Polícia Militar até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. O menor não informou quem foram os autores e nem os motivos da tentativa de homicídio.
Fonte: Diário do Nordeste
Imagem: Internet

COCAÍNA COLOMBIANA: Traficantes internacionais presos

Postado por Diassis Lira, em 20 de setembro de 2014

A Polícia investiga a atuação de um advogado cearense nas ações da quadrilha de narcotraficantes

Image-0-Artigo-1703864-1
Delegado Pedro Viana, diretor da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD) está no comando das investigações sobre a atuação do grupo criminoso que trazia cocaína da Colômbia e revendia no Ceará e em outros estados
FOTO: KLÉBER A. GONÇALVES
Image-1-Artigo-1703864-1
Hermes Audrey Alferez, 36, afirmou que morava em Manaus e veio para Fortaleza a convite de um amigo
Image-2-Artigo-1703864-1
Pablo Andres Pedraza Torres, de 27 anos, disse, em depoimento, que estava no Ceará há dois meses
Image-3-Artigo-1703864-1
Sirdes Mendes Cavalcante Júnior, 32, já havia sido preso em outra operação da Polícia no combate ao tráficoA prisão de dois colombianos e um cearense, realizada pela Polícia Civil, por meio da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), aponta para um esquema de tráfico nacional e internacional, que estava funcionando com bases, em Fortaleza. Segundo o delegado Pedro Viana, diretor da DCTD, outras pessoas que podem estar envolvidas no esquema, inclusive um advogado que é processado por associação para o tráfico em outro procedimento, serão investigadas.
A operação que culminou na prisão dos três suspeitos foi deflagrada, na noite de quinta-feira (18), na Avenida I, do bairro Jardim Castelão. O cearense Sirdes Mendes Cavalcante Júnior, 32; e os colombianos Hermes Audrey Lara Alferez, 36, e Pablo Andres Pedraza Torres, 27, trafegavam em um automóvel Fiat, modelo Siena, de cor bege, inscrito com as placas HYF-4436, quando foram abordados pelos policiais.
"Sirdes tinha sido preso por nós, no ano passado. Informações do nosso Departamento de Inteligência deram conta de que ele tinha voltado a traficar e estava na companhia destes colombianos. Passamos cerca de 15 dias investigando a rotina deles e conseguimos capturá-los", revelou Viana.
Ao serem interceptados pelos agentes, os suspeitos não assumiram de pronto que estavam em posse de drogas, mas a Polícia Civil acabou encontrando 5,3 quilos de cocaína pura e 14 quilos de um pó branco, que será enviado para análise da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), escondidos no forro da casa onde Hermes e Pablo moravam.
"Não existe produção de cocaína no Brasil. Geralmente, esta droga que é comercializada aqui vem da Colômbia, Venezuela ou Peru. Quando chegam, o grau de pureza é muito alto, mas para aumentarem o volume, os traficantes misturam a essa substâncias, que podem ser mineíta ou fenacetina, num processo que chamamos de 'desdobrar' a droga", declarou Viana.
No Brasil
Ao ser interrogado na Divisão, Hermes Alferez disse que está no Brasil há dois anos. Ele afirmou que morava em Manaus, onde conheceu um homem chamado 'Pedri', que o convidou para morar no Ceará.
"Ele veio para cá com esse tal 'Pedri', que ainda estamos tentando descobrir quem é. Foram morar primeiramente no Icaraí, em Caucaia, mas acabaram se desentendo e Hermes veio morar em Fortaleza, em uma pousada que é do advogado, que responde por um processo por associação para o tráfico junto com Sirdes Júnior. Na pousada, Hermes conheceu Pablo Torres, que morava no Ceará há pouco mais de um mês, na mesma pousada", disse Pedro Viana. Já Sirdes Júnior contou à Polícia que era amigo dos colombianos e por isso ofereceu a casa alugada, onde morava, para eles ficarem. "Encontramos um contrato de locação da casa, datado do dia 1º de agosto deste ano, feito pelo Sirdes. Enquanto emprestava a casa, ele estava morando em um flat no Porto das Dunas, em Aquiraz, que pertence a outro colombiano. Essa história toda deles de casa emprestada, de amizade, de tanta generosidade é uma grande mentira. Tudo isto fazia parte da organização da quadrilha", afirmou Viana.
Comprovantes
Comprovantes de depósitos feitos, via casa de câmbio, no Ceará e em Manaus para a Colômbia, foram apreendidos pela Polícia na casa dos suspeitos. Cerca de R$ 17 mil foram depositados, em várias transações realizadas por diversas pessoas, nos dias 25 de junho e 17 de julho, deste ano. Conforme Pedro Viana, as pessoas que fizeram os depósitos serão identificadas e investigadas no inquérito.
"Além disto, apreendemos também um envelope com um endereço de Manaus, que seria enviado com cocaína, em um ônibus de passageiros normal. Isto indica que além do tráfico internacional, já que a droga vinha da Colômbia, eles também tinham uma rede de tráfico interestadual", disse o delegado.
Raphael
Da primeira vez em que foi preso, Sirdes Júnior fazia parte de um esquema de venda de entorpecentes chefiado por Raphael Henrique Silva de Oliveira, o 'Raphael Arcanjo', considerado por Pedro Viana como um dos maiores traficantes do Ceará. Raphael estava preso, mas foi beneficiado, em julho, com habeas corpus expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
Na época da primeira prisão de Júnior, com o desenrolar das investigações, o advogado da quadrilha também foi indiciado e acabou sendo processado junto com os clientes. "O processo foi distribuído para a 2ª Vara de Tóxicos e o promotor de Justiça, Gomes Câmara, achou por bem indiciar o advogado, porque entendeu que ele podia fazer parte do esquema. Agora, ele aparece como dono da pousada, onde os traficantes presos junto com uma pessoa que está sendo processada no mesmo procedimento que ele, moravam. Isto é sim um motivo para que investiguemos se há, ou não, a participação dele na organização criminosa", considerou Pedro Viana.
O delegado ressaltou que as pessoas presas são integrantes da organização, mas seus potenciais são muito pequenos diante dos 'cabeças'. "Nessa história toda eles só atendem ordens. As pessoas grandes desta história pensam estar protegidas, mas nós vamos chegar até elas".
Márcia Feitosa
Repórter
Fonte: Diário do Nordeste

19 de setembro de 2014

POLÍCIA: Cerca de 1,5 tonelada de maconha é apreendida em granja na Paraíba

Postado por Diassis Lira, em 19 de setembro de 2014

Droga estava guardada em toneis na Zona Rural de Cuité de Mamanguape.
Apreensão foi considera recorde na Paraíba, segundo DRE.
Do G1 PB

Tabletes de maconha prensada estavam em granja no Litoral Norte da Paraíba (Foto: Rafael Barbosa/G1)Tabletes de maconha prensada estavam em granja no Litoral Norte da Paraíba (Foto: Rafael Barbosa/G1)

Cerca de 1,5 tonelada de maconha foi apreendida na noite de quinta-feira (18) em uma granja no município de Cuité de Mamanguape, no Litoral Norte paraibano. A operação, realizada por equipes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes de João Pessoa, resultou ainda na prisão de duas pessoas. No total, aproximadamente 1.580 kg de maconha prensada foram recolhidos pela polícia. Além da droga, dois veículos foram apreendidos.


Conforme informações repassadas pela Polícia Ciivl, o grupo envolvido era investigado há meses e somente na quinta-feira decidiram montar a operação. Segundo o delegado da DRE, Allan Murilo Terruel, a ação se deu após dois trabalhos de vigilância. "Localizamos o grupo, fizemos um trabalho de vigilância e nesse trabalho conseguimos localizar a granja. Após a identificação do local, montar uma nova vigilância e realizamos a apreensão e as prisões", comentou.

Ainda de acordo com a polícia, a suspeita é de que toda a droga apreendida fosse usada para abastecer pontos de venda de droga na Região Metropolitana de João Pessoa. Os tabletes de maconha estavam escondidos em 20 toneis, ainda de acordo com a polícia.

O material apreendidos e os suspeitos encontrados com a drogas foram encaminhados para Central de Polícia, na capital paraibana. A apreensão ocorrida na grande de Cuité de Mamanguape é considera a maior já realizada isoladamente no estado da Paraíba, segundo a própria DRE.

Droga estava escondida em 20 toneis de plástico na granja (Foto: Rafael Barbosa/G1)Droga estava escondida em 20 toneis de plástico na granja (Foto: Rafael Barbosa/G1)Fonte: G1

MISTÉRIO: Criatura misteriosa aparece correndo em vídeo de bebê e imagens causam polêmica na internet

Postado por Diassis Lira, em 19 de setembro de 2014
Um vídeo publicado na internet em abril de 2014 vem causando polêmica entre os internautas. Nele uma criatura, que se assemelha a um anão, aparece correndo enquanto um bebê protagonizava a filmagem.
O clipe, que foi filmado em 2011, foi publicado por um internauta na Argentina.
Nele é possível ver uma espécie de humano pequeno correndo de um lado a outro de uma sala. A filmagem ainda persegue o ser estranho, mas nada é visto posteriormente.
Criatura misteriosa aparece correndo em vídeo de bebê
Estranha criatura pequena apareceu correndo ao fundo durante gravação de um vídeo de um bebê, e imagens causam polêmica na internet.
O mistério continua. E você, o que acha se tratar este estranho ser pequeno?
Fonte: Rocket News 24/Via R7

INTERNACIONAL: Avô que matou a filha e 6 netos tinha 'ficha criminal', diz polícia dos EUA

Postado por Diassis Lira, em 19 de setembro de 2014

Crime ocorreu no pequeno povoado de Bell, na Flórida, nesta quinta-feira.
Atirador, identificado como Don Charles Spirit, de 51 anos, se suicidou.
Da France Presse

Don Charles Spirit matou filha e seis netos (Foto: Florida Department of Corrections/Reuters)
Don Charles Spirit matou filha e seis netos
(Foto: Florida Department of Corrections/Reuters)

O homem que matou a filha e seis netos a tiros, antes de cometer suicídio, em uma casa no pequeno povoado de Bell, no norte da Flórida, 'tinha ficha criminal'. A informação foi dada pelo xerife do condado de Gilchrist, Robert Schultz, nesta quinta-feira (18).

O atirador, identificado como Don Charles Spirit, de 51 anos, ligou para o número de emergência para avisar a respeito de um tiroteio, mas, quando as autoridades chegaram ao local, ele já tinha cometido suicídio depois de matar as outras pessoas da família, indicou Schultz em uma entrevista coletiva.

As crianças mortas tinham entre 3 meses e dez anos de idade. "Jamais vi algo como isto. Este condado, esta comunidade vai ficar devastada. É um pequeno condado, somos uma só família aqui", disse o xerife.
"Estamos pedindo às pessoas que rezem por esta comunidade e pelas pessoas envolvidas", revelou Schultz, destacando que as autoridades seguem investigando o incidente em Bell, comunidade de apenas 350 habitantes.
"Há coisas na vida que se podem explicar, e outras não. Esta é uma das coisas que não sabemos explicar", disse Schultz, visivelmente abalado.
O incidente reaviva o debate sobre a posse de armas de fogo nos Estados Unidos, onde 11 mil pessoas foram assassinadas a tiros em 2011, segundo o FBI.
Os ativistas a favor do controle de armas enfrentam um poderoso lobby, que rejeita qualquer restrição à segunda emenda da Constituição dos Estados Unidos, que prevê o direito à posse de armas.
Fonte: G1

TELE-ENTREGA: Esquema de traficantes desmontado

Postado por Diassis Lira, em 19 de setembro de 2014
A equipe do 6º DP (Messejana) desmontou um esquema de traficantes que funcionava com sistema de tele-entrega das drogas. Wallisson Eduardo de Abreu, 19; Jheimmyson da Silva Santiago, 22; e Francisco Antônio Rodrigues da Silva, 21, foram presos no bairro Lagoa Redonda.
Com eles, foram apreendidas drogas e motocicletas, que eram utilizadas para realizar a entrega do entorpecente. "Bastava ligar, que iam até o local marcado. E não cobravam pelo serviço", disse o delegado Osmar Berto.
Desdobramento
Quando ouvidos, os três detidos forneceram informações aos policiais que levaram à prisão de Lucas Rodrigues de Sousa, 18, que agia no bairro Paupina.
Lucas foi encontrado na casa onde residia. O jovem é suspeito de trabalhar para um dos chefes do tráfico local, que está sendo procurado pela equipe do 6ºDP.
Na residência, foram encontrados cerca de oito quilos de maconha dentro de uma mala, embalados em pacotes. Outras duas pessoas são procuradas.
Fonte: Diário do Nordeste
Imagem: Internet

CAPITAL E INTERIOR: Onze suspeitos de homicídios capturados

Postado por Diassis Lira, em 19 de setembro de 2014
Image-0-Artigo-1702954-1
Diretor da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Ricardo Romagnoli, apresentou detalhes das prisões
JOSÉ LEOMAR
A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apresentou, na manhã de ontem, os resultados dos trabalhos da última semana, realizados pelas cinco delegacias que compõem a Especializada. Onze mandados de prisão foram cumpridos na Capital, Região Metropolitana e Interior do Estado contra suspeitos de assassinatos. Uma das pessoas presas era procurada acusada da morte de uma mulher, na cidade de Valença, no Estado do Piauí.
O foragido da Justiça piauiense, identificado como Adão de Sousa Silva, 35, foi encontrado no bairro Piratininga, em Maracanaú. Ele é acusado de assassinar Adilza Gomes da Silva, 53, em abril deste ano. Os dois trabalharam juntos em uma associação de moradores, onde a mulher conhecida como 'Dilza' exercia o cargo de presidente e Adão Silva fora tesoureiro.
Trágico
"Segundo o próprio Adão, uma conta de luz em atraso teria sido o motivo inicial das discussões, que tiveram um desfecho trágico", disse o diretor da DHPP, Ricardo Romagnoli. Outro mandado de prisão cumprido pela DHPP foi o de Danísio Pinheiro Dantas, que teria auxiliado na morte de Jeiferson Ribeiro da Silva, no Sítio São João, no bairro Jangurussu, em 11 de maio deste ano.
Também foi capturado Allef da Silva Batista, por ter participado da morte de um jovem identificado como Davi Pinheiro, no bairro Serrinha. Ele foi encontrado em uma casa, que era apontada como esconderijo de criminosos. Por fim, Felipe da Silva Leandro, o 'Shawlin', foi preso ao ser autuado por roubo e uso de documento falso e responderá ainda por um homicídio. Os outros mandados foram cumpridos nas cidades de Redenção, Paracuru e Fortaleza. Os detalhes das prisões não foram repassadas pela equipe de DHPP. Os crimes têm ligação com o tráfico.
Fonte: Diário do Nordeste

REDENÇÃO: Corpos de vítimas da chacina ainda estão na Pefoce

Postado por Diassis Lira, em 19 de setembro de 2014

Quatro dos cinco cadáveres foram submetidos a exames de DNA e foi comprovado o grau de parentesco

Image-0-Artigo-1702948-1
Cinco corpos foram achados enterrados em Redenção. Quatro eram de jovens desaparecidos, mas o quinto a Polícia não sabe quem é
KLÉBER A. GONÇALVES
Image-1-Artigo-1702948-1
Parentes dos adolescentes forneceram material genético para comparação de DNA, mas ainda aguardam decisão judicial sobre identificação
HELENE SANTOS
Image-0-Artigo-1702952-1
Delegada Teresa Cristina Cruz deve ouvir oito pessoas no inquérito que apura a chacina
HELENE SANTOS
Os exames de DNA feitos pela Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) nos quatro adolescentes que estavam desaparecidos e foram encontrados no dia 1º de setembro, enterrados em uma cova-rasa, dentro de um canavial, na Cidade de Redenção (a 63Km de Fortaleza), atestaram o parentesco com os familiares que forneceram material genético. Porém, mesmo com o resultado positivo, os cadáveres não puderam ser identificados e a liberação dos corpos dependerá de uma decisão judicial, que não tem previsão para ser expedida.
Os familiares tinham a expectativa de receber os entes hoje, 19 dias depois dos corpos serem achados, mas isto, aparentemente, não se confirmará. Segundo a coordenadora da Comel, Hellena Pinheiro, a data para que a determinação para que os corpos sejam denominados com os nomes dos adolescentes, não pode ser prevista. "Já tivemos um processo deste tipo que demorou nove meses para ser concluído. Encaminhamos os laudos à Justiça e orientamos as famílias para que acompanhem o trâmite", salientou.
Medo
Em Redenção, os moradores do bairro Boa Fé, ainda demonstram receio ao falar dos corpos. Um vendedor ambulante, de forma despretensiosa, revelou que as pessoas ficaram com medo de serem as próximas vítimas. "Aqui ninguém abre a boca. Depois do que aconteceu, quem é louco de dar 'um pio'?", disse enquanto passava apressado pela equipe de reportagem.
Na rua em que mora a família de um dos quatro adolescentes, vítima de um sequestro no dia 19 de agosto, os vizinhos fecham as portas quando a viatura da Polícia Militar se aproxima. Em silêncio, passam longe do veículo, como se temessem serem interpelados e terem que responder alguma pergunta feita pela patrulha da PM.
Em uma casa simples, estava a avó de um dos adolescentes. Ouvindo um programa de rádio, que o locutor prometia livrar de dificuldades por meio de meditações, a aposentada chorou só de falar no nome do neto, de 13 anos. "Ele não era mau. Fez muitas coisas erradas, porque não escutava nossos conselhos, mas ele era um menino amoroso. Sempre me abraçava e dizia que me queria bem", declarou a mulher, que pediu que seu nome não fosse publicado. A mulher disse que o neto morava com ela, desde que a mãe morreu. Porém, há cerca de quatro meses, contrariando sua vontade, teria ido morar em uma casa na companhia de alguns amigos.
"Aqui não faltava nada para ele. Mesmo velha e doente, eu trabalho lavando e passando roupas de outras pessoas, para que não falte comida em casa. Ele foi criado com muito carinho. Sempre teve comida, lugar para dormir e tudo que ele precisava aqui. Não sei por que foi procurar esses amigos", contou, enquanto chorava.
A aposentada revelou que sabia que o neto era envolvido com delitos e que tinha abandonado os estudos. "Dois dias antes de levarem ele da casa, eu tive que ir até a Delegacia de Baturité buscá-lo, porque ele foi pego armado roubando uma loja, no Centro de Redenção.
Mesmo com toda a dor da perda do neto, a aposentada tem reunido forças para agilizar o trâmite da liberação do corpo, na Coordenadoria de Medicina legal (Comel). "Ligaram para mim, do lugar onde o corpo dele está (Pefoce), dizendo que, talvez, sexta-feira (hoje) tudo seja resolvido. Eu queria tanto que ele aparecesse, porque as pessoas ouviram ele gritando por mim na hora que os homens chegaram para levar ele. Eu não estava lá, não podia fazer nada", lamentou a aposentada.
Precipício
A avó do adolescente afirmou que não sabe quem pode ter matado o neto. "Ele andava com pessoas erradas e fez muitas coisas erradas. A vida que ele buscou era um precipício. Sabia o risco que corria. A única coisa que posso fazer é rezar para que Deus perdoe suas faltas". O relato do tio de outra vítima da chacina é parecido com a da mulher, no lamento da saudade e das muitas tentativas frustradas de tirar o adolescente, de 15 anos, da turma que realizava furtos.
"O pai dele foi embora daqui, porque estava sendo ameaçado. A mãe e o avô vivem numa tristeza tão grande, que eu não sei nem se aquilo pode ser chamado de vida. A dor de perder um filho é muito grande e é ainda maior quando você perde, mesmo ele estando vivo".
Segundo o tio, o adolescente era trabalhador e nunca foi violento com os familiares, mas quando se tratava do convívio com os amigos, sempre desobedeceu às ordens da mãe, que tentava proibir as reuniões. "Desde os dez anos ele usava essas coisas que viciam. Ele tinha muita disposição para trabalhar", disse o homem.
Ele também disse não saber quem sequestrou e matou o sobrinho. "Aqui ninguém nunca tinha visto uma coisa daquelas. Eu sei que ele não era um menino correto, mas ninguém merece ser morto como um bicho do mato. Não vamos atrás de descobrir quem foi que matou, a Justiça que esperamos é a de Deus". Os parentes dos outros dois adolescentes não estão morando mais em Redenção.

Oito pessoas devem ser ouvidas pela Polícia Civil

Oito pessoas que podem ajudar no andamento das investigações foram notificadas e deverão comparecer, nos próximos dias para serem ouvidas pela delegada titular de Redenção, Teresa Cristina Cruz, que preside o inquérito sobre a chacina Segundo ela, suspeitos já foram identificados.
"Estas oito pessoas podem ajudar no deslinde das investigações, mas não são necessariamente suspeitas. Pelo que temos agora, acreditamos que o crime se deu por circunstâncias criadas aqui na cidade. É possível que a vida pregressa das vítimas tenha motivado as mortes", afirmou Cruz.
Sobre o quinto corpo encontrado no matagal, a delegada disse que continua sem pistas sobre quem pode ser. "Ninguém veio até aqui reclamar o corpo, nem deu conta de desaparecimentos. Descartamos a possibilidade de que o canavial fosse um cemitério clandestino, porque foram feitas as escavações necessárias, pela Perícia Forense do Estado (Pefoce), e nenhum outro indício de cova-rasa foi encontrado".
O diretor da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Ricardo Romagnoli, está acompanhamento pessoalmente as investigações e se reunindo semanalmente com a presidente do inquérito.
Crime misterioso
19 de agosto de 2014
Quatro adolescentes são levados por homens armados de dentro de uma casa no bairro Boa Fé, no município de Redenção, na Grande Fortaleza
21 de agosto de 2014
Parentes dos garotos sequestrados procuram à Delegacia de Redenção e registram Boletim de Ocorrência (B.O) sobre o desaparecimento
1º de setembro de 2014
Cinco corpos são achados enterrados em duas covas-rasas em um matagal na zona rural do município. Quatro deles seriam dos adolescentes
18 de setembro de 2014
Coordenadoria de Medicina Legal confirma que quatro dos cinco corpos possuem DNA compatível com amostras dos parentes

Márcia Feitosa
Repórter
Fonte: Diário do Nordeste